Segunda-feira, 18 de Julho de 2005

Mãe, Sol, Rochedo

Sol-Rochedo.jpgHá um ano meu Sol grandioso se apagou,Fintou-me, e a claridade dos dias tornou-se fusca,A segurança da sua voz desfez-se em resíduos,De palavras, que só a memória se lembra...Me encantava/intimidava teu olhar zangado/amadoQuando me ralhavas...E tanto gostava que me ralhasses agora!...Sinto imenso a falta da tua segurança meu rochedo,Firmeza omnipresente que me incutias e davas,E contigo ao meu lado nunca temia nada...Meu caminho estava sempre limpo e iluminado por ti!Os afectos e amor teus, abundantes, em mim,Meu Ser feliz de alegria transbordava... transborda,Por te ter em mim mãe/Sol/rochedo,É que sou como sou, Ego alto, talhado por ti!...Dorme bem... e dá-me a tua benção!Carlos Reis
publicado por In Loko às 04:30
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De In loko a 25 de Julho de 2005 às 05:42
Sem dúvida que sim querida amiga Carla... olhando o céu estrelado ou o céu mental/espiritual, lá está minha mãe me iluminando os passos... adoro-te amiga, beijinhos grandes pra ti
De Carla a 23 de Julho de 2005 às 20:02
Que homenagem tão tocante, amigo querido... Fiquei de lágrimas nos olhos, perdermos a nossa mãe deve deixar-nos um buraco enorme no coração. Mas sei que sabes que está num local onde te olha e sorri todos os dias e te dá a benção que pediste. Foi apenas um 'até já', Carlos querido. Um dia reencontrar-se-ão e nunca mais vão ficar separados. Entretanto, quando olhas para o céu, de certeza que a tua mãe é a estrela mais brilhante que vires. Um beijo grande, grande.
De Maria do Céu a 21 de Julho de 2005 às 10:47
Apenas lhe posso dizer que estou encantada com o bom gosto deste seu post, além das palavras contidas nele a imagem é belissima. Continue.
De In loko a 19 de Julho de 2005 às 06:02
Tens razão menina Cakau, nunca se apagam... ficam sempre bem iluminadas dentro de nós! Beijos grandes pra ti
De Cakau a 18 de Julho de 2005 às 23:38
Que lindo! Temos em casa rochedos e sóis que devemos estimar. Quando eles se vão, não quer dizer necessariamente que se apagam; apenas repousam e se mostram só para nós, no nosso interior. Um beijo enorme nesse teu coração tão bonito *

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.posts recentes

. Ir Assim

. Acenos

. Intemporalidades

. HORAS

. Toques

. Eu, Tu e a escrita

. Desfrutar Diálogo

. Bom Dia - Boa Noite

. Emancipação do Olhar

. Contentamento

.arquivos

. Maio 2013

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds