Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008

Sons nos Silêncios

luz_cores.jpgE quando a noite me empresta seus silêncios,E eu já desenleado do lixo dos ruídos,Pego na viola e toco coisas para mim e ecos espalho para quem me ouve,A lua gorda toda maquilhada vem-me ouvir também,Aproxima-se tanto que se estendesse o braço a tocaria nos lábios coloridos.E com a brisa fresca chegam-me sons de aplausos,Não sei de onde… vêem lá debaixo do cheiro do mar… Ou de cima, da Lua sorridente e nuvens dançantes despidas,-As sereias deixaram de brincar para me escutarem também,Sentadas nas rochas e areias, inventam palmas com as caudas no ar.E as gaivotas em bando esvoaçam às voltas num carrossel frenético,Ondas de danças colorindo o céu de enfeites femininos,Deixando soar seus piares de agrado que se espalham,Vezes sem conta no eco da noite… em sinal alegre, feliz e hipnótico.Embrenhado assim nos acordes dedilhados em lenta candura,Sonho ver nas ondas do mar silhueta feminina que me olha,Sorrisos levados na água que me tocam os sentidos,Beijos que me chegam dos reflexos da água e da sua doce frescura…E minha viola toca, toca… e eu canto sem dizer palavra nenhuma, Para ti menina que me encanta desse lado que me escuta,Os sons que desfio em cascatas corridas pelo teu leito… teu colo desnudado,Onde desagua o frémito do meu sentir dado!....Carlos Reis(Imagem Web)
publicado por In Loko às 07:17
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De amita a 29 de Janeiro de 2008 às 19:38
Vim matar saudades de te ler, se é possível matá-las num curto espaço de tempo disponível :)
Um poema de uma flutuante beleza. É sempre bom vir aqui. Pudessem as horas alongarem-se...
Um bjinho grande, meu amigo, desta ausente que ainda não sabe até quando, mas que não te esquece
De Secreta a 29 de Janeiro de 2008 às 11:50
Tu envolves de belos sentires tudo à tua volta .
Beijito.
De mjose a 27 de Janeiro de 2008 às 23:25
"E quando a noite me empresta seus silêncios,
E eu já desenleado do lixo dos ruídos,
Pego na viola e toco coisas para mim e ecos espalho para quem me ouve,..."
------------ Hoje fico no quase silêncio de palavras. Sinto os ecos da música e tento soltar-me do lixo dos ruídos.-----------
Quando os silêncios têm o som doce, feito poema e não ferem ou magoam. Bjs

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.posts recentes

. Ir Assim

. Acenos

. Intemporalidades

. HORAS

. Toques

. Eu, Tu e a escrita

. Desfrutar Diálogo

. Bom Dia - Boa Noite

. Emancipação do Olhar

. Contentamento

.arquivos

. Maio 2013

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds