Sexta-feira, 30 de Maio de 2008

Subidos da Terra

miudos_brincando.jpgOs miúdos das ruas, em quaisquer ruas, quantas vezes rotos e sujos, têm sempre bondades e brilhos nos olhos que a inocência lhes dá mesmo quando a barriga grita de fome. Conheço alguns, são guerreiros do tempo, nas suas intrépidas e irrequietas brincadeiras, parece-me… ilusão minha claro… que é nas brincadeiras incessantes que se alimentam da falta de comida e afectos que por vezes lhes falta em casa, à mesa. São capazes de estar o dia inteiro a brincar, endiabrados, e alimentam-se da água dos chafarizes e torneiras públicas, e vão comendo de vez em quando aquilo que os outros amiguinhos lhes dão, mas chegando a noite o brilho daqueles olhitos desaparecem… uns vão para casa e sabem o que lhes espera, outros ficam sentados pelos passeios e portadas encostados à espera, de olhos baços… e não é pela falta da luz do sol… é pelo… é por algum desassossego de terem de recolher a casa… quando chegar o momento vão, e vão e vai com certeza haver alguma comida e afectos, algumas vezes melhor outras nem por isso, mas comida e alguns afagos à noite há sempre… e estes pequenos anjos sem asas parecem mais tristes que contentes…A sorte deles é que os sonhos não desaparecem tão facilmente… nem os sonhos nem as asas… mesmo com a barriga meio vazia!Subido da terra; entranhas que me conceberam,De olhos espelhados e braços erguidos,Amaino fogos e águas tormentosas de outros pesadelos,Decidido em passos ternos vou acalmar meus sentidos…Vou tecer teias de brancura nos pensamentos bolorentos,Vou quebrar com elos antigos e emanar vibrações reluzentes!...Vou apanhar todos os sorrisos do ar, que me chegam,Aconchegá-los no calor da palma da minha mão,E contar-lhes histórias de sóis e luas que se namoram...Vou induzi-los e incutir-lhes a passearem-se pelos fios de teias livres,Em ruas, avenidas e vielas de recordações de êxtases já vividos, e por viver,Vou ensinar-lhes a sacudir o pó seco que se acumula nos olhos,Vou ordenar-lhes em sorrisos… que abram as asas e desprendam-se,Tudo nos pertence… por favor não percam o caminho dos sonhos…Voem, voem por aí...E aprendam com o namoro dos sóis e das luas e das estrelas!...Carlos Reis(Imagem: Web)
publicado por In Loko às 05:38
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Beatriz a 8 de Junho de 2008 às 00:42
"Vou ensinar-lhes a sacudir o pó seco que se acumula nos olhos/Vou ordenar-lhes em sorrisos… que abram as asas e desprendam-se/Tudo nos pertence… por favor não percam o caminho dos sonhos…"

Prendi-me na beleza e suavidade destes versos!

Teu blog todo traz uma marca de sensibilidade, de ternura, de coisas bonitas saindo do coração, encantando o nosso olhar, enternecendo o coração e perfumando a alma com os textos e poemas tão delicados e tão profundamente belos! Tens um jeito bonito e doce de falar dos sentimentos e das emoções, com uma suavidade que toca fundo a nossa alma.

Não sei como cheguei até aqui, mas quero voltar para continuar perfumando a alma com as flores que espalhas neste teu refúgio.

Deixo-te sorrisos e estrelas para enfeitar os sonhos da tua noite, e um beijo no coração.
De Mïr a 5 de Junho de 2008 às 15:22
Gostei de ler.
De impulsos a 4 de Junho de 2008 às 15:47
Olá meu amigo de longa jornada, nesta estrada já tão povoada!
Desta vez, dois estilos distintos mas um só tema.Os sonhos nos horizontes das crianças, algumas mais pobres do que outras, mas todas a rir juntas, partilhando as mesmas correrias e brincadeiras.
Tanto a prosa como a poesia, espelham o teu olhar que por sua vez reflecte todos aqueles olhos brilhantes das crianças que te povoam os escritos.

Um beijo
De isa&luis a 4 de Junho de 2008 às 12:48
Pintas de mil cores e formas as tuas palavras, numa busca incessante da verdadeira essência que em ti existe...nesta tamanha sensibilidade que te é peculiar...

Obrigada pela partilha.

Um beijo Grande

Isa

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.posts recentes

. Ir Assim

. Acenos

. Intemporalidades

. HORAS

. Toques

. Eu, Tu e a escrita

. Desfrutar Diálogo

. Bom Dia - Boa Noite

. Emancipação do Olhar

. Contentamento

.arquivos

. Maio 2013

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds