Segunda-feira, 21 de Junho de 2004

Cantos

Cverdecapa.gifCANTOS (última parte)A assentando nos rudes escabelos,Sob os arcos de murta e sobre as relvas,Longamente sonhámos sonhos belos,Sentindo a fresquidão das verdes selvas.Quando ao nascer da aurora, unidos ambosNum amor grande como um mar sem praias,Ouvíamos os meigos ditirambos,Que os rouxinóis teciam nas olaias,E, afastados das aldeias e dos casais,Eu contigo, abraçado como as heras,Escondidos nas ondas dos trigais,Devolvia-te os beijos que me deras;Quando, se havia lama no caminho,Eu te levava ao colo sobre a greda,E o teu corpo nevado como arminhoPesava menos que um papel de seda...talvez já te esquecesses dos poemetos,Revoltos como os bailes do Casino,E daqueles byrónicos sonetosQue eu gravei no teu peito alabastrino.De tudo certamente te esqueceste,Porque tudo no mundo morre e muda,E agora és triste e só como um cipreste,E como a campa jazes fria e muda.Esqueceste sim, meu sonho querido,Que o nosso belo e lúcido passadoFoi um único abraço comprimido,Foi um beijo, por meses, prolongado.E foste sepultar-te, ó serafim,No claustro das Fiéis emparedadas,Escondeste o teu rosto de marfimNo véu negro das freiras resignadas.E eu passo, tão calado como a Morte,Nesta velha cidade tão sombria,Chorando aflitamente a minha sorteE prelibando o cálix da agonia.E, tristíssima Helena, com verdade,Se pudera na terra achar suplícios,Eu também me faria gordo fradeE cobriria a carne de cilícios.Cesário Verde
publicado por In Loko às 04:51
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De In loko a 25 de Junho de 2004 às 04:49
Já sabes Emília, sempre que puder dou saltinho ao NETESCRITORES. E tu, vocês, vão com certeza arranjar maneira de alimentar esse blog maravilhoso. Abraços
De In loko a 25 de Junho de 2004 às 04:45
Andréa, uma relação directa entre meu nickname -IN LOCO (ao vivo, em directo, ao natural, etc) o K é toque pessoal - e a minha pessoa e o que publico, se existir é mero acaso! Beijinho
De Emília a 25 de Junho de 2004 às 01:50
Vim até aqui reler Cesário.
Obrigada também pelas visitas.
Vamos ver como se vai resolver este "problema" de férias dos netescritores.
Acredito que alguma solução encontraremos.
Um abraço,
Emília.
De Andréa Motta a 24 de Junho de 2004 às 13:00
Há alguns dias tento fazer uma correlação entre teu nickname e seus comentários e poesias postadas aqui..não consegui :(, pq. lhe acho super pés no chão! Suas poesias ( as escolhidas) são maravilhosas..aliás gosto muito dos teus comentário, sempre sorrio largamente ao lê-los. Um beijo.
De Maria a 23 de Junho de 2004 às 12:41
Alguém dizia, Amar é bom... Continuar é sofrer... Talvez seja, mas digo-te amigo, quando ele existe, tudo se supera, a dois, tudo é mais fácil, e a vida, torna-se realmente mais doce, e mais colorida. Não, não penses na dor... Deixa-te simplesmente levar... Muitos beijinhos e tem um dia feliz, :)
De In loko a 23 de Junho de 2004 às 06:42
Maria, deixa-me ser muito sincero. Não sei, ainda, se perder-me de amores será tão doce assim! É que o amor, e tu sabes disso, chega a ser terrivelmente penoso, mas, não quero pensar nessa parte... penso, apetece-me pensar agora, só no lado doce e encantatório do amor, da paixão!!! Beijinho para ti
De Maria a 22 de Junho de 2004 às 17:39
Ai, amigo, espero mesmo que o amor seja a tua perdição... Gostei muito deste teu comentário!! Fico a torçer, para que seja!!! Seria uma doce perdição... Não concordas??? ;)
De Maria a 22 de Junho de 2004 às 13:30
Querido Amigo, passoa, para te deixar um beijinho e o desejo que tenhas um dia muito feliz!!
De amita a 21 de Junho de 2004 às 21:26
Olá! Mais um lindo poema de Cesário Verde. Que bom seres tu a divulgá-lo; ele está incluido nos maiores e não é tão conhecido assim!Um Bjinho desta tua amiga
De Maria a 21 de Junho de 2004 às 14:07
Belo!! simplesmente belo!!! Um dia muito feliz para ti, amigo!! Beijinhos

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.posts recentes

. Ir Assim

. Acenos

. Intemporalidades

. HORAS

. Toques

. Eu, Tu e a escrita

. Desfrutar Diálogo

. Bom Dia - Boa Noite

. Emancipação do Olhar

. Contentamento

.arquivos

. Maio 2013

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds