Domingo, 5 de Março de 2006

Eu, E Os Efeitos Do Tempo

relampejar.jpgEstes últimos dias de mau tempo fizeram-me relembrar a empatia que existe em mim e o tempo mais severo.Muitos e muitos dias passei eu – tardes, noites e manhãs – pela costa à beira-mar, apreciar horas de tempestade, sentir a fúria da chuva, do vento e trovoada! Nos dias de bom tempo acho que ninguém resiste ao mar, ao sol, e há liberdade que eles dão, e eu não fujo à regra, adoro dias de sol como é evidente.Mas o que me fascina mesmo são os dias de mau tempo, há algo que se exalta dentro de mim, eleva-me a adrenalina a tal ponto que perco bastante da sobriedade e sou capaz, aliás como fiz muitas vezes, sair dos sítios abrigados e ir passear pela praia a chover torrencialmente, ou meter-me pelos paredões até à ponta e desafiar as ondas enormes de “mau génio” que me molhavam por completo... estar ali já bem dentro dos seus domínios com a minha presença altiva e sorridente, embora encharcado, era um bom desafio!Fiz isto tantas vezes que sei que era visto como bastante «apanhado da mona» por muita gente que me via, e até por alguns conhecidos!. Os amigos, esses já não tinham dúvidas nenhumas “tu és completamente doido!”. Claro que de doido não tinha nada, só que, em muitas vezes aquele «chamamento» para desafiar a chuva torrencial e ondas enfurecidas, era mais forte do que eu.Hoje já não me atrevo a tanto, mas continuo a sentir prazer enorme em sentir a chuva na cara, sentir o ar molhado entrar-me pelas narinas, passar pelos pulmões, fazer com que oxigene o sangue de tão agradável sensação!Não fazem ideia da experiência maravilhosa, e também assustadora, que é estar no meio da praia, em dia de temporal a chover copiosamente e a trovejar... ver, sentir e ouvir os relâmpagos por cima, ao lado, ao longe e ao perto... tudo que nos rodeia ganha formas gigantescas e grotescas, deixámos de sentir o chão, somos como um yó-yó perdidos no espaço-tempo... tem tanto de assustador como de fascínio também! É arrepiantemente belo!Lembrei-me de falar disto porque ontem não resisti em ficar à janela, por algum tempo, e apanhar com aquela ventania e chuva que me soube bem, e trouxe-me à lembrança outros dias de arrojo... e tal como nesses dias, é escusado dizer que fiquei bem molhadinho, não é?!Carlos Reis
publicado por In Loko às 04:58
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.posts recentes

. Ir Assim

. Acenos

. Intemporalidades

. HORAS

. Toques

. Eu, Tu e a escrita

. Desfrutar Diálogo

. Bom Dia - Boa Noite

. Emancipação do Olhar

. Contentamento

.arquivos

. Maio 2013

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds